Como reduzir tamanho de arquivos pdf

A dica a seguir foi extraída parcialmente do post “Reduza o tamanho dos seus pdf’s!” do blog Ubunted cujo autor é Cláudio Novais.

O objetivo deste post é apresentar o script Compress PDF, criado por Ricardo Ferreira, que adiciona a funcionalidade de comprimir os pdf’s no Ubuntu, sem perda de qualidade! Atualmente o script está integrado ao Nautilus, o que facilita a sua utilização.

O script está hospedado no launchpad onde há informações sobre releases e bugs encontrados. É licenciado pelo GNU GPL v3 e atualmente está na versão 1.4. O script ainda não está hospedado em repositórios do ubuntu. Como consequência, ele deve ser instalado e atualizado manualmente.

O script faz uso de bibliotecas de janelas de diálogo, chamadas Zenity. Tais dependências devem ser satisfeitas antes da instalação do Compress-pdf . É importante salientar que o script já está disponível em 8 idiomas, inclusive o português!

Para instalar o script siga os procedimentos seguintes sem alteração de ordem:

Instalação de dependências

sudo apt-get install ghostscript zenity

onde Zenity é o pacote que proporcionará as janelas de diálogo e o pacote ghostscript permitirá a compressão dos pdf’s.

Instalação do Compress PDF (versão 1.4)

Download para a pasta pessoal:

wget http://launchpad.net/compress-pdf/1.x/1.4/+download/Compress-PDF-1.4.tar.gz

Descompressão do arquivo tar.gz e copia para pasta de scripts do Nautilus:

tar zxvf Compress-PDF-1.4.tar.gz -C ~/.gnome2/nautilus-scripts/

Para utilizar o script basta selecionar o arquivo pdf que se deseja comprimir, com o botão direito, selecionar scripts -> compress pdf e escolher a opção de Nível de Otimização desejado para reduzir o tamanho do arquivo pdf.




 

 

 

Dica: Firefox mais rápido no ubuntu

Para deixar o firefox mais rápido siga os passos abaixo para desabilitar ipv6:

1. Abra uma nova aba e digite na barra de endereços: about:config e dê enter. Aparecerá um aviso e dê OK.

2. No filtro busque por network.dns.disableIPv6 e altere para ‘True’.

Outras opções:

  • Em seguida, digite no filtro ou campo localizar: network.http.pipelining e assim que aparecer a linha respectiva dê duplo clique na linha alterando seu valor para ‘True’.
  • Agora busque no filtro por network.http.pipelining.maxrequests e mude seu valor de ’4′ para ’8′.
  • Filtro novamente buscando por network.http.proxy.pipelining e alterando para ‘True’.
  • No filtro busque por network.dns.disableIPv6 e altere para ‘True’.
  • Novamente o mesmo procedimento, só que agora busque por plugin.expose_full_path e mude seu valor para ‘True’.
  • Agora você vai precisar inserir novas linhas. Para isso, clique com o botão direito > Nova Opção > Número Inteiro .
  • Crie uma linha chamada nglayout.initialpaint.delay e no campo valor insira ’0′ (zero).
  • Crie outra linha chamada content.notify.backoffcount com valor ’5′.
  • Outra linha chamada ui.submenuDelay e valor ’0′ (zero).
  • Mais uma linha chamada browser.cache.memory.capacity de valor ’16384′ para o Firefox consumir 16 MB de memória. Ou ’32768′ para 32 MB.
  • Busque no localizar a linha layout.spellcheckDefault e mude seu valor para ’2′.

Feche todas as instâncias do Firefox e reinicie. Se o seu Firefox ainda usa a mesma quantidade de memória, tente uma reinicialização do sistema. Agora seu Firefox será de 3 a 30 vezes mais rápido no carregamento de páginas.

Como configurar variáveis de ambiente para java

Copiar o seguinte trecho para /etc/profile e fazer login do usuário novamente.

# VARIÁVEIS DE AMBIENTE DO JAVA
export JAVA_HOME=/opt/java/jdk
export PATH=$JAVA_HOME/bin/:$PATH
export CLASSPATH=JAVA_HOME/lib/:$CLASSPATH
export MANPATH=$JAVA_HOME/man:$MANPATH

Para testar, execute:
$ java -version
$ javac -version

Publicado em Ubuntu. Leave a Comment »

Instalação de ambiente de desenvolvimento Java ME

Neste post abordo a instalação do ambiente de desenvolvimento Java ME no Windows 7 Professional 64 bits. A instalação é similar em outras versões do Windows.

A ambiente é composto pelo JDK-1.6.0_update_21 (32 bits), IDE eclipse pulsar helios (win32), SDK Sun Java ME 3.0.

Apesar do Sistema Operacional ser 64 bits, os softwares a serem instalados devem ser 32 bits, devido à não compatibilidade deles com plataformas 64 bits.

Siga os seguintes passos para a instalação dos softwares necessários para desenvolver em Java ME:

1º) Instalação do JDK-1.6.0_update_21 (32 bits) da Sun:

Faça o download do Java SE Development Kit – JDK 1.6 oo outro mais recente. Na época da escrita deste poste, a última versão era jdk-6u21-windows-i586.

Optei por instalar no diretório default C:\Arquivos de Programas (x86)\Java. Após a instalação dois diretórios são criados: C:\Arquivos de Programas (x86)\Java\jdk1.6.0_21 e C:\Arquivos de Programas (x86)\Java\jre6.

2º) Configuração de variáveis de ambiente do sistema:

Crie uma variável de ambiente chamada JAVA_HOME, caso não exista, e atribua a ela o path da instalação do JDK.

Ex:  C:\Arquivos de Programas (x86)\Java\jdk1.6.0_21

Crie uma variável de ambiente chamada Path, caso não exista, e atribua ou concatene o valor %JAVA_HOME%\bin, após um “;” (sem aspas).

Crie uma variável de ambiente chamada Classpath, caso não exista, e atribua ou concatene o valor .;%JAVA_HOME%\lib, após um “;” (sem aspas). Veja o detalhe do “.” antes do “;”.

As variáveis de ambiente são úteis para futuras alterações de versão da JDK. Após instalar uma nova versão, basta atualizar o path do JDK na variável de ambiente JAVA_HOME.

Para verificar se a instalação ocorreu com sucesso, vá no prompt de comando do windows, executando cmd e execute o comando   java -version e depois javac -version.

Prompt de comando cmd

Prompt de comando

Caso a versão correta do JDK e do compilador javac instalados apareça conforme figura acima, a instalação ocorreu com sucesso, senão desinstale as versões existentes do JDK e repita o procedimento de instalação caso deseje estar com a última versão do JDK instalado.

3º) Instalação da IDE Eclipse Pulsar:

Faça o download do Eclipse Pulsar 3.6 (Helios) ou outro mais recente. Na época da escrita deste poste, a última versão era eclipse-pulsar-helios-win32.

Descompacte um eclipse baixado no diretório de sua preferência. Ex: C:\Arquivos de Programas (x86)\Java\eclipse-pulsar-helios-win32

Crie um diretório para ser o workspace dos projetos Java ME. Ex: C:\Arquivos de Programas (x86)\Java\workspace_jme

4º) Instalação do SDK Sun Java ME:

Faça o download do Java Platform Micro Edition Software Development Kit. Na época da escrita deste poste, a última versão era a 3.0.

Instale o SDK após o download. No inicío da instalação, deve escolher o local onde o SDK será instalado. Ex: C:\java\Java_ME_platform_SDK_3.0

5º) Configuração do SDK Sun Java ME na IDE Eclipse Pulsar:

Para poder criar e executar projetos Java ME no eclipse é necessário configurar o SDK a ser utilizado.

5.1) No eclipse, acesse a entrada Java ME em Windows -> Preferences.

5.2) Indique o path onde o SDK foi instalado, conforme figura abaixo:

dialog Java ME

Path do SDK na dialog Java ME

Pressione OK.

5.3) Em Windows -> Preferences -> Java ME -> Device Management indique o path do SDK, a partir do botão Browser. O eclipse vai buscar todos os emuladores existentes no SDK Sun Java ME. Veja o resultado na imagem abaixo:

Obtenção de emuladores

Pressione Finished.

Emuladores do SDK Sun Java ME

Confira os SDKs instalados manualmente, os emuladores que podem ser usados e o emulador default. Pressione OK para finalizar a configuração do ambiente.

Agora pode criar projetos de MIDlet e usar o emulador desejado do SDK da Sun para rodar as aplicações.

Linha de comando

net user: informa todas as contas de usuário existentes no windows.

sc delete <nome_serviço>: remove aplicativo como serviço do windows. Usei para remover MySQL da lista de serviços.

Instalação do Adobe Reader no ubuntu 9.10

Adicionar a entrada seguinte no /etc/apt/source.list:

deb http://security.ubuntu.com/ubuntu/ karmic-security restricted main multiverse universe

Instala via terminal ou Synaptic: acroread.

Referência: Wiki Ubuntu.

Publicado em Ubuntu. Tags: . Leave a Comment »

Variável de ambiente: Path

Para ver a variável PATH do sistema, digite no terminal:

ubuntu@user:~$ echo $PATH
/home/user/bin:/usr/local/sbin:/usr/local/bin:
/usr/sbin:/usr/bin:/sbin:/bin:/usr/games

Os executáveis que estão nesses diretórios rodam em qualquer local. Basta digitar ALT + F2 e o nome do programa.

Se funcionar basta clicar com botão direito no desktop, selecionar CRIAR LANÇADOR e escolher o caminho do aplicativo.

Para descobrir onde está o executável:
ubuntu@user:~$ whereis executavel

Ex:
ubuntu@user:~$ whereis gnome-do
gnome-do: /usr/bin/gnome-do

Publicado em Ubuntu. Leave a Comment »